aureas tenebrae
© david hockney, «an erotic etching from the erotic arts», 1975

© david hockney, «an erotic etching from the erotic arts», 1975

almada, «la argentinita», 1924

almada, «la argentinita», 1924

a hawk & a hacksaw + the hun hangár ensemble, «serbian cǒcek», a hawk & a hacksaw + the hun hangár ensemble ep, 2007

happiness

I Asked the professors who teach the meaning of life to tell
me what is happiness.
And I went to famous executives who boss the work of
thousands of men.
They all shook their heads and gave me a smile as though
I was trying to fool with them.
And then one Sunday afternoon I wandered out along
the Desplaines river
And I saw a crowd of Hungarians under the trees with
their women and children and a keg of beer and an
accordion.

Carl Sandburg, Chicago Poems, New York, Henry Holt and Company, 1916

carmen miranda - disso é que eu gosto
70 plays

carmen miranda, «disso é que eu gosto», chorinho de luiz peixoto e vicente paiva, acompanhamento do conjunto «odeon»
gravado em 6 de setembro de 1940
disco odeon 11913-A matriz 6.463
lançamento: outubro 1940

disso é que eu gosto

Eu não frequento «music-halls» nem chás-dançantes
Futebol não me interessa, nas corridas não aposto
Mas uma casa com varanda na Tijuca
Isso sim fico maluca… disso é que eu gosto!

Eu não suporto costeletas nem bigode
No cinema nem por sombra a barbados eu me encosto
Mas se souber que o cabra tem um Cadillac
Pode vir de cavanhaque… ah! disso é que eu gosto!

Não sou cantora nem pretendo ir p’ro Scala
Não sou soprano-ligeiro porque a voz eu não emposto
Eu sou do samba e quando o samba é ritmado
Aí me espalho um bocado… ah! disso é que eu gosto!

Para nadar eu dentro d’água sou um prego
De maiô não vou à praia porque ao sol nunca me tosto
Mas se disserem que no fundo da baía tem 10 peles de 500
«Brucutu» e é de cabeça! Porque… disso é que eu gosto!

Luiz Peixoto [1889-1973]

;       Licença Creative Commons

;